Buscar

7 benefícios de usar a música no ensino bilíngue



A música é um importante fator na aprendizagem, pois, desde pequena, a criança já ouve música que muitas vezes é cantada pela mãe, ao dormir, conhecida como “cantiga de ninar.”


Quando bem trabalhada, a música desenvolve o raciocínio, criatividade e outros dons. “A música, como sempre, esteve presente na vida dos seres humanos e, especialmente, na escola, para favorecer o ambiente escolar na socialização dos alunos, além de despertar neles o senso de criança e de recreação.” (FARIAS, 2011)



No artigo de hoje veremos 7 benefícios de usar a música no ensino bilíngue:


1. Estímulo dos sentidos

A música consegue estimular vários sentidos e habilidades: a audição, a fala, o tato.

A experiência musical com instrumentos promove uma maior habilidade de observação, de localização e de compreensão de quem toca e de quem ouve.


Tocar um instrumento desenvolve as aptidões musicais para um futuro proveitoso, além de favorecer na construção de uma boa autoestima e em diversas habilidades.



2. Interpretação

A música também auxilia na análise e interpretação de textos. Através das letras é possível explorar o significado de palavras, novos conceitos, criar vocabulário, metáforas, entre outras coisas.


Assim, a música se torna uma fonte de conteúdo usada, muitas vezes, como pano de fundo para a discussão de diversos temas, como política, educação, cultura, relações pessoais, ecologia e vários outros.



3. Estudo do contexto

Além da letra, a música tem todo um contexto social que deve ser explorado através de questões, tais como: quem a compôs, qual o ritmo, quem é o cantor, onde é mais escutada, onde foi produzida, para quem, se é dançante ou não, se é típica e de qual região.

Afinal, toda música está interligada ao seu contexto social e temporal: aos movimentos sociais, à sua cultura regional, ao folclore, à biografia de seus compositores, etc.



4. Desenvolvimento de suas preferências

A música também auxilia na identificação de suas próprias preferências. Escolher um instrumento, um ritmo musical, também desenvolvem a individualidade da criança e estimulam sua autonomia.

Estimular gostos pessoais vai além de escolher ritmos e bandas preferidas, desenvolve também a assertividade acerca de suas vontades e o próprio autoconhecimento.



5. Criatividade

A música é um convite à criação e explora diferentes tipos de habilidades, testando novas ideias. Cada vez mais, a sociedade valoriza mentes inovadoras, e a música, com certeza, é um fator que muito contribui para isso.

Independente da área acadêmica que a criança vá seguir, a imaginação e o desenvolvimento da criatividade são habilidades que são valorizadas em qualquer âmbito.



6. Vocabulário

A música contribui para a ampliação do vocabulário em diferentes campos lexicais. Há músicas de diversos temas e a criança pode ter contato com novas palavras aleatórias, dependendo do tema escolhido, como amizade, brincadeira, folclore, . . .

A música é uma ótima forma de ajudar na memorização de novas palavras também, pois o ritmo trabalha como facilitador. Até mesmo a didática já descobriu que guardar conceitos ou fórmulas torna-se mais fácil, quando os colocamos sob forma musical.



7. Aspecto fonético fonológico

A música explora a variedade de produção de sons, brinca com a duração, com a intensidade e com a frequência.

Essa exploração de sons favorece o trabalho de percepção auditiva da criança, servindo como um apoio no desenvolvimento da fala e de sotaques.





Muitos são os beneficio da música, além de ser divertido e prazeroso cantar e dançar, “a música passa uma mensagem e revela a forma de vida mais nobre, na qual, a humanidade almeja, ela demonstra emoção, não ocorrendo apenas no inconsciente, mas toma conta das pessoas, envolvendo-as, trazendo lucidez à consciência.” (FARIAS, 2011)


Aproveite os benefícios desta arte e escolha algumas músicas para cantar e dançar com seu filho, pois, além de se divertirem, estarão desenvolvendo sua aprendizagem do idioma. Não é o máximo?





REFERÊNCIAS


FARIA, Márcia Nunes. A música, fator importante na aprendizagem. Assis Chateaubriand. 2001. 40f. Monografia (Especialização em Psicopedagogia) – Centro TécnicoEducacional Superior do Oeste Paranaense. CTESOP/CAEDRHS. Paraná, 2001.



MÚSICA na escola: entenda a importância no processo de ensino-aprendizagem. Novos alunos. 2017.

Disponível em:

https://novosalunos.com.br/musica-na-escola-entenda-a-importancia-no-processo-de-ensino-aprendizagem/

Acesso em 21 de mai. de 2021.


SOUZA. Roseni Ap. Coelho. A influência da música na aprendizagem de língua estrangeira. Mato Grosso. 2012.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo